Papai Noel é marqueteiro!

O bom velhinho já não é mais o mesmo. Preocupado com a crise financeira imobiliária dos Estados Unidos, busca fazer seus brinquedos durante o ano e mais próximo do natal, aceita um trabalho alternativo em propagandas na mídia e da concorrência aberta do comércio.

Pelo menos é isso que podemos concluir nesses dias para justificar tanta propaganda natalícia usando a imagem do Papai Noel, imagem essa que não tem dono ou registro de posse.

E voltados ao bem estar de presentear e ser presenteado, acabamos consumindo no natal uma receita 30% maior do que em outros meses.

Mas quem não gosta dessa época, onde os sentimentos dos melhores valores familiares como amor, paz e unidade ficam aflorados, despertam como se houvessem dormido o ano todo.

Não conseguimos escapar desse comércio que virou o natal e não sei se queremos escapar.

“A sabedoria grita nas ruas... Nas praças, nas esquinas.” – Pv 1:20 –

E na outra esquina, o bom velhinho também grita.

A dúvida é, devo mandar uma carta para o papai Noel ou enviar um e-mail?

Davi Teixeira.

2 comentários:

Jardélia Araujo disse...

Boa Davi!
Mas sabe o que me impressiona nessa época do ano, muito mais que a questão econômica?
Os sentimentos que a data traz, as pessoas decidem amar, perdoar e ter paz. Acho isso incríveal, sem falar nos caridosos...
Isso sim é algo feroz, estipular um tempo para fluir todos os melhores sentimentos humanos!
O bom velhinho, que aliás eu nem sei quem é (rs) deve se orgulhar muito disso, afinal, paz e amor!

Parabéns pelo artigo.

Caverna das Tribos - BH disse...

Argumento que o bom velhinho "dizem assim por ai" é uma peça fundamental para os ATACADOS, VAREJOS E COMERCIANTES, longe de comparar PAPAI NOEL com nosso bom PAI CELESTIAL. DEUS sim nos dá properidade, paz, eternidade com Ele e vida com abundância. Vamos comemorar a vida que Deus nos deu.

Pr. Weverton Fortunato

Postar um comentário

 
Design Gráfico | Gil Villela